terça-feira, 23 de julho de 2019

Como fazer a contabilidade da sua empregada doméstica corretamente?





Como calcular a folha de pagamento da sua empregada doméstica?
Como fazer a contabilidade da sua empregada doméstica corretamente?
Como calcular os encargos?

São tantos questionamentos não é verdade? Vamos matar algumas dessas dúvidas referentes aos empregados domésticos?

A Classe das domésticas teve uma grande conquista desde o advento da lei complementar 150/2015, onde teve seus direitos contemplados, sendo assim o contratante de um profissional desta classe, precisa entender como realizar a contabilidade de maneira correta e segura.

O primeiro a se saber é que o contratante / empregador deve recolher corretamente os encargos, sendo um total dependendo do salário-base de 28%, compostos principalmente pelo FGTS E INSS. Também se faz necessário o empregador fazer todos os recibos da doméstica contratada, um assunto que se deve levar com muita atenção e cuidado, pois muitas ações trabalhistas acontecem pelo esquecimento ou falta de conhecimento do empregador em elaborar os recibos em questão.

Confira as 5 fases do processo:

1 – Encontrando uma profissional que atenta os requisitos para a função, busque por um profissional especializado para desenvolver um “Contrato de Trabalho e Experiência”, nele estarão descritos todos os detalhes trabalhistas. Nos primeiros 45 dias será firmado um contrato de experiência, que pode ser estendido por mais 45 dias e no final do período, você decidirá se irá regularizar em definitivo ou não.

2 – Uma nova mudança firmada foi a necessidade do cadastramento no esocial, que se trata de um portal do governo que contém todas as informações e dados do empregador e empregado, através destes dados se torna possível a realização mensal do recolhimento dos encargos.

3 - Nem todos sabem, mas o trabalhador doméstico também precisa fazer o registro de ponto, a forma mais simplificada de fazer o registro é através de uma folha de ponto que pode ser encontrada facilmente na internet ou elaborada pelo próprio empregador, facilitando assim o controle de entrada, saída e intervalos.

4 – Agora chegamos na parte do pagamento de Salário do seu funcionário. Mensalmente a sua empregada deverá receber o salário do mês anterior trabalhado, a data máxima para pagamento é sempre o quinto dia útil, muita atenção para que atrasos não venham acontecer. Todo mês o vale transporte também deve ser pago e a sua data máxima é o último dia do mês.

5- O recolhimento dos encargos deve ser feito de maneira competente e correta através do eSocial pela GUIA DAE, sempre realize o pagamento da mesma dentro da data evitando multas.
Não deixe de contar com o apoio de uma contabilidade profissional, previna-se de desgastes desnecessários e processos trabalhistas, pois são procedimentos que demandam tempo, analises atentas e pontualidade do empregador.

Para a sua comodidade e segurança conte com a assessoria da Assescont em todo o processo trabalhista doméstico, através dos nossos serviços você terá a tranquilidade de estar correto e em dia diante da justiça e seu funcionário.



0 comentários:

Postar um comentário